Um ano após crime, PM prende rapaz que assassinou policial em Camboriú

Ele foi localizado nesta segunda-feira à tarde no bairro Conde Vila Verde depois de uma denúncia anônima

A Polícia Militar de Camboriú prendeu na tarde desta segunda-feira o suspeito de disparar e matar o sargento da reserva da PM Edson Abílio Alves, 51 anos. O crime foi em 30 de agosto de 2017, na Rua Guamirim, no bairro Tabuleiro em Camboriú. O suspeito, atualmente com 18 anos, foi localizado após uma denúncia anônima feita à Central Regional de Emergências. 

Segundo a polícia, o rapaz estava próximo à escola Abalor Américo Madeira, no bairro Conde Vila Verde. Ele tentou fugir ao avistar a guarnição, mas foi capturado e levado para a Divisão de Investigação Criminal de Balneário Camboriú.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Vicente Soares, o suspeito já foi encaminhado à Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (DPCAMI), onde irá aguardar por uma vaga em uma casa de detenção para menores. Isso porque na época do crime o jovem era menor de idade.

A internação provisória tem validade de 45 dias. Até a próxima semana o delegado deve finalizar e entregar o auto de infração ao Judiciário, para que seja dado prosseguimento ao processo. Caso seja condenado, ele deve responder como menor de idade e a pena máxima pode chegar a três anos, diz o responsável pelas investigações.

Soares explica ainda que as investigações do homicídio dão conta de que o suspeito foi quem disparou contra o sargento em um ataque orquestrado por uma facção criminosa. Outros 10 envolvidos no crime estão presos e um segue foragido. A casa de Abílio já havia sido alvo de ataques em 2013, em uma das ondas de atentados registradas em Santa Catarina.

Imagens do sistema de segurança do comércio onde ocorreu o assassinato capturaram o momento do crime (vídeo), quando um rapaz surpreende o policial, o derruba e dispara ao menos três vezes contra a cabeça do homem.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.